Secretariado Diocesano de Educação Cristã da Diocese do Porto

1_SDEC_Porto 2_SDEC_Porto 3_SDEC_Porto 4_SDEC_Porto 5_SDEC_Porto 6_SDEC_Porto 7_SDEC_Porto 8_SDEC_Porto 9_SDEC_Porto

«Nós cremos no amor de Deus — deste modo pode o cristão exprimir a opção fundamental da sua vida.

Ao início do ser cristão, não há uma decisão ética ou uma grande ideia, mas o encontro com um acontecimento, com uma Pessoa que dá à vida um novo horizonte e, desta forma, o rumo decisivo.

No seu Evangelho, João tinha expressado este acontecimento com as palavras seguintes: « Deus amou de tal modo o mundo que lhe deu o seu Filho único para que todo o que n'Ele crer (...) tenha a vida eterna » (3, 16). Com a centralidade do amor, a fé cristã acolheu o núcleo da fé de Israel e, ao mesmo tempo, deu a este núcleo uma nova profundidade e amplitude.»

Deus caritas est, BENTO XVI

 

«Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: ‘Não fecheis os corações como em Meriba, como em Massa, no deserto, aquele dia, em que outrora vossos pais me provocaram, apesar de terem visto as minhas obras’ (Salmo 94, 7-9)». (…)

É Deus quem «tem sede da nossa fé e quer que encontremos n’Ele a fonte da nossa autêntica felicidade»

Bento XVI, 24 de fevereiro de 2008

 

Convidamos o NAVEGADOR desta PÁGINA

A ler as suas interrogações:

Que sentido tem a vida… o amor humano… a história…?

O que é acreditar… em que acredito…

Quem é Deus?

Qual o meu jeito de SER pessoa de Relação com DEUS… de viver em fidelidade à minha fé…

Partilhe este artigo: