Secretariado Diocesano de Educação Cristã da Diocese do Porto

1_SDEC_Porto 2_SDEC_Porto 3_SDEC_Porto 4_SDEC_Porto 5_SDEC_Porto 6_SDEC_Porto 7_SDEC_Porto 8_SDEC_Porto 9_SDEC_Porto

«Os pais, em definitivo, de maneira espontânea e natural, através da vida diária, vão transmitindo atitudes, valores, crenças a seus filhos. Estes captam-no e aprendem de modo rápido e espontâneo (quase mecanicamente) porque a carga afectiva da relação maternal e paternal actua como elemento determinante de assimilação.

Por isso, podemos dizer que o testemunho de fé dos pais (muito especialmente da mãe) atinge a mente e o coração de seus filhos de modo eficaz e imprime neles um selo que não se apaga.

Pela força da afectividade (que nenhuma outra instituição ou dinamismo pedagógico pode substituir) ficam profundamente gravados em seus filhos os valores, convicções e atitudes essenciais da religiosidade e da fé cristã.

Em concreto, ficam profundamente gravados:

  • Ajudar a criança a descobrir atitudes evangélicas que favoreçam o seu crescimento: amor, simplicidade, desprendimento, acolhimento,
  • Alegria, perdão, compreensão, confiança,...
  • Ajudá-la a descobrir e viver o serviço, a disponibilidade, o amor e a ajuda que faz felizes os outros.
  • A admiração por toda a Criação. A alegria da festa associada à celebração religiosa.
  • Admiração e gratuidade pela vida; alegria pela festa do Senhor.
  • A reconciliação, a paz e o respeito frente à agressividade e ao aborrecimento.
  • O partilhar, colocado face ao egoísmo.

Manuel del Campo Gullarte

 

Convidamos o NAVEGADOR desta PÁGINA

A experimentar a alegria de oferecer à sua filha ou ao seu filho as condições para que se encontrarem com o “Deus do Amor” para que tenham como Mestre e Amigo Jesus de Nazaré; e assim experimentem a felicidade de, mão na mão, viverem a aventura da fé, a aventura de esfolhar os dias na confiança, na capacidade de “confiar-se” ao Deus FIEL!

Partilhe este artigo: